Muitas mulheres vivem dentro de nós (Leonora Corsini)


Assuntos: .



Leonora Corsini

Passado o impacto do primeiro turno, quando Dilma deixou de ser eleita por uma pequena margem em relação ao seu principal oponente, justamente pela expressiva votação obtida pela candidatura de Marina, começou a ganhar corpo uma questão: o voto do eleitorado feminino iria favorecer a postulante mulher? Logo as primeiras pesquisas apontavam algo curioso: entre o eleitorado feminino, 43% indicavam intenção de votar em Dilma e 43% no Serra. Ou seja, no corte de gênero, não foram as mulheres que garantiram vantagem a Dilma, ela teve maior votação entre eleitores homens. E, tal como na divisão do Brasil entre vermelhos e azuis que tentaram nos empurrar, também não se pode falar de uma vitória “cor de rosa”, ou “lilás”.

Isto é algo que faz pensar. Será que a maioria das mulheres acha que deve votar em candidata mulher, só por ser mulher? Aparentemente não, pelo menos é o que parece dizer o resultado das urnas. Mas só posso falar por mim, e quanto a mim, eu defendo a luta das mulheres, como defendo um feminismo não essencialista, e minha escolha não se deveu ao fato de Dilma ser “uma mulher” presidente do Brasil, mas por ela ser “uma mulher” que está conectada com uma diversidade de mulheres – negras, índias, homossexuais, crentes, não crentes, mães de santo, nordestinas, trabalhadoras, militantes, intelectuais, donas de casa… – o que se expressa na singular trajetória de vida dela, e que foi brilhantemente resumido na frase com a qual a então candidata encerrou o primeiro debate na televisão após o primeiro turno: “estamos preparadas para sermos presidentas do Brasil!”

A nossa campanha Dilma é Muitos expressou maravilhosamente esta ideia, e acho que também poderia ser usada para mostrarmos o quanto é importante um devir-mulher também das mulheres, para além da afirmação de uma identidade feminina.



Comments are closed.




Editorial Universidade Nômade Edição Atual
Trânsitos Maquinações Edições Anteriores
Conexões Globais TV Global Sobre
Dossiê Galeria Contato
Licença Creative Commons
Os textos da Global Brasil estão sob uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Global Brasil é uma publicação da Rede Universidade Nômade
Global Brasil é a edição brasileira associada ao izle
Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da revista.